Skip to content
25 de julho de 2010 / gabrielbroca

Família de Eliza Samudio quer processar Estado do Rio de Janeiro por reparação legal

A família da modelo Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, que está desaparecida desde o dia 9 de junho, vai ingressar com uma ação contra a Justiça e a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro pedindo reparações legais. A alegação é que tudo o que está acontecendo seria evitado se os pedidos de proteção, feitos após as agressões e ameaças feitas pelo jogador suspenso do Flamengo, tivessem sido atendidos. Os suspeitos de envolvimento em seu desaparecimento e morte estão presos – entre eles o goleiro.
A informação foi fornecida pelo pai da modelo, o arquiteto Luiz Carlos Samudio. Ele contou que uma das razões que levou a família a se decidir pela ação é o fato de a filha, ao comparecer a uma Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, em outubro de 2009, ter solicitado que fosse beneficiada pela lei Maria da Penha, pois estava insegura quanto à sua situação e preocupada com o que aconteceria. Na ocasião, a modelo concedeu entrevista a um jornal do Rio de Janeiro em que afirmou que foi ameaçada pelo atleta, caso não concordasse em provocar um aborto para evitar o nascimento de uma criança, da qual engravidou em encontros amorosos que teve com o jogador.

– Apesar de ter procurado proteção oficial, que deveria ter sido concedida pelo Estado do Rio de Janeiro, inclusive com a proteção da lei Maria da Penha, nada disso aconteceu, e as ameaças que ela havia recebido acabaram se tornando realidade. A gente sabe que este não foi o primeiro e não será o último caso no Brasil, mas isso tem que acabar, porque as mulheres são ameaçadas, agredidas e mortas, e nada acontece. Eu e os demais familiares da Eliza estamos vivendo à base de remédios, porque a tragédia continua tomando conta de todos.

Ele contou que manteve contatos com pessoas e entidades em todo o país, e que pretende conceder entrevistas coletivas em São Paulo, na próxima quarta-feira (28), e em Belo Horizonte, na quinta (29), para falar sobre um movimento nacional que, segundo ele, “pretende reforçar a luta pelos direitos das mulheres”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: